Voltar

Daniel de Almeida Dias

daniel_capa.jpg

Quanto recebi meus primeiros trocados já iniciei minha compra de ferramentas, meu primeiro, único e atual serrote, adquiri quando tinha uns 13 anos de idade.

Meu nome é Daniel Dias, sou bancário por profissão, mas tenho como hobby, trabalhos manuais em madeira metais e restaurações, já restaurei equipamentos eletrônicos antigos, mobiliário, etc. Pretendo, ao me aposentar me dedicar mais aos meus hobbys e, quem sabe, me profissionalizar.

Bem, minha paixão por ferramentas e afins começou bem cedo, desde que me lembro de minha história, sempre adorei máquinas e, principalmente desmontá-las, me lembro de um episódio pitoresco: Me pai foi militar da aeronáutica torneiro mecânico, quando deu baixa, trabalhava como torneiro em uma pequena empresa em Poços de Caldas, MG, lembro-me que tínhamos um cachorrinho que ficou doente e me mordeu, fui obrigado a tomar vacinas e a única coisa que me convencia a tomá-las era que meu pai me trazia da empresa alguma peça descartada de alguma máquina para que eu desmontasse.

Quanto recebi meus primeiros trocados já iniciei minha compra de ferramentas, meu primeiro, único e atual serrote, adquiri quando tinha uns 13 anos de idade.

Me lembro também que na sétima série acabei repetindo de ano em face de só querer saber de ficar na oficina do colégio, é na época existia o curso de "Artes industriais" e oficina no colégio.

A partir daí não mais parei de adquirir máquinas, ferramentas e equipamentos para todo tipo de trabalho e restauração, tenho por exemplo, como não convencional: um torno mecânico semi-caixa norton, uma furadeira fresadeira engrenada, oscilocópio de 100 Mhz, umas 12 furadeiras manuais, mais uma de coluna, inúmeros multímetros e demais aparelhos para diagnósticos eletrônicos, máquina de corte de plasma, soldas MIG, TIG e eletrodo recoberto.